Vida útil dos alimentos na geladeira

Jornal Diário de Santa Maria, 12 de julho de 2017

Anúncios

Descubra quantas horas de exercício você precisa para gastar as calorias ingeridas

Para queimar alimentos como o Xis, é preciso suar a camiseta. Veja o quanto

24/10/2014 | 23h40

Descubra quantas horas de exercício você precisa para gastar as calorias ingeridas Tatiana Cavagnolli/Agencia RBS

Foto: Tatiana Cavagnolli / Agencia RBS

Você sabe quantas horas precisa correr, caminhar ou gastar em supinos e abdominais na academia para queimar as calorias daquele Xis que degustou com fritas e refrigerante?

Recentemente, pesquisadores da escola Bloomberg Johns Hopkins, nos Estados Unidos, defenderam que se as pessoas tivessem essa informação disponível nos rótulos dos produtos, pensariam duas vezes antes de consumir determinado alimento.

A conclusão é fruto de uma pesquisa feita em seis lojas. Depois de fazer a conversão do valor calórico de um copo de refrigerante em minutos de exercício e apresentarem aos consumidores, muitos optaram pela compra de bebidas mais saudáveis.

Especialistas de Santa Maria corroboram a ideia de que, para manter a boa forma e a saúde em dia, é fundamental saber a quantidade de calorias diárias recomendadas e o gasto de energia que precisamos para queimá-las.

_ De uma forma geral, a necessidade calórica diária pode variar entre 30 e 50 calorias por quilo de peso corporal, segundo a Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. O que, para um homem de 60 quilos, pode variar entre 1.800 e 3.000 calorias _  explica Cristina Machado de Moraes, coordenadora do curso de Nutrição do Centro Universitário Franciscano (Unifra).

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão responsável pela regulação das informações que um rótulo deve conter. Mas as nossas necessidades de energia e nutrientes diferem de acordo com o sexo, idade, altura, peso corporal e níveis de atividade.

Os valores diários utilizados nos rótulos das embalagens de alimentos brasileiros têm como referência uma dieta de 2 mil calorias. Uma hora de caminhada, por exemplo, queima em média 330 calorias, quase o mesmo que há em uma fatia de pizza calabresa. A regra para quem quer manter o equilíbrio segue a matemática: é preciso gastar mais e ingerir menos.

Tudo depende da pessoa

A professora do Centro de Educação Física e Desporte da UFSM e doutora em Ciência do Movimento, Luciane Sanchotene Etchepare Daronco, ressalta que a queima de calorias com exercícios depende da modalidade escolhida, da intensidade e do nível de condicionamento.

_ Receitas prontas, que trazem cálculos exatos e medidas esperadas, são sujeitos à interpretação de profissionais, de acordo com uma série de fatores. Não é porque uma pessoa “A” queima 400 calorias na hidroginástica que a pessoa “B” vai queimar o mesmo _ diz Luciane.

As diferenças biológicas, o ritmo circadiano e a aptidão motora e mental influenciam no gasto calórico. O tipo de exercício depende também do estilo de vida de cada pessoa. O ideal seria praticar exercícios diariamente, aeróbios, localizados e funcionais.

Tendo claro as ressalvas de Cristina e Luciane, o Diário pediu que elas elaborassem uma tabela de referência que relaciona calorias com o gasto calórico em três tipos de exercícios: caminhada, musculação e corrida.  Faça um bom uso.

Fonte: Zero Hora | Quarta-feira | 24 de outubro de 2014